Vinho alentejano com a cara de Joaçaba

Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiario.com.br

Dando uma olhada na Adega do Colmeia Center eis que me deparo com um excelente vinho português, produzido no Alentejo e que há dois anos foi escolhido como o segundo Melhor Vinho Top de Portugal pelos críticos patrícios. Falo do Ciconia Touriga Nacional Syrah Aragonez, típico tinto alentejano, porém mais globalizado e elaborado para agradar paladares além mar. Daí a uva Syrah na composição de seu assemblage, substituindo uma Alfroxeiro, Trincadeira, Castelão ou Alicante Bouchet.

Esse vinho é produzido pela Casa Agrícola Alexandre Relvas, na Herdade de São Miguel, em Redondo, próximo a Évora, no coração do Alentejo, em Portugal. Ou seja, o terroir é garantido. Segundo o sommelier Ari Gorenstein, da Envino, um apaixonado por Bordeaux, o Ciconia Touriga Nacional Syrah Aragonez é um vinho equilibrado, com boa estrutura de taninos e de complexos aromas frutados e de especiarias. Importado pela Cantu, é um vinho com breve passagem por madeira francesa e que está no auge para sua degustação, já que a guarda vai até 2019.

Esse vinho é a cara de Joaçaba. Sua harmonização pede acompanhamentos que são mais que comuns nas mesas daqui: carne vermelha, embutidos, massas com molho vermelho e queijos curados e médios.

O Ciconia Touriga Nacional Syrah Aragonez traz nos aromas lembranças de ameixas, amoras e cassis acompanhados de notas florais, de ervas e de especiarias. É um vinho redondo e suculento, tem boa acidez, taninos macios e final médio e agradável, convidando a mais um gole. Versátil e fácil de agradar. Sua graduação alcoólica gira em torno de 14%. Com o tempo na taça, faz surgir um aroma tostado.

Vale experimentar! Além do preço mais acessível, R$ 54,99, com ótimo custo-benefício, é um bom exemplo de que, muitas vezes, ignoramos os rótulos por total desconhecimento e deixamos de viver uma agradável experiência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *