“Aeroporto é uma prioridade da Acioc”

ENTREVISTA / EDUARDO FREIBERGER – Presidente da Acioc

 

Claudia Mota e Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiario.com.br

Eduardo Freiberger, sócio diretor do Grupo Calliari, tem 40 anos e há dois integra a diretoria da Associação Comercial e Industrial do Oeste de Santa Catarina (Acioc). Ele participa da agremiação desde 2002, quando foi presidente do Núcleo de Jovem Empreendedor. Mas a família está na agremiação há mais de 40 anos. Seu pai foi presidente da Acioc quando ele nasceu, em 1978. Eleito recentemente para comandar a Associação nos próximos dois anos, Eduardo Freiberger toma posse juntamente com a nova diretoria nesta quinta-feira e pretende iniciar a modernização das relações comerciais em Joaçaba e região. “Estamos concluindo nossas diretrizes, mas posso adiantar que a ampliação do Aeroporto de Joaçaba é uma das nossas principais metas”, adianta Eduardo. A seguir você confere os principais trechos desta entrevista exclusiva para o Raízes Diário.

Raízes Diário – Quais são as principais metas da Acioc para esse biênio 2018/19?
Eduardo Freiberger – Nós temos nossas bandeiras já levantadas e defendidas há algum tempo. E nós continuaremos com esses objetivos já defendidos em outras gestões. A primeira delas é a ampliação do Aeroporto de Joaçaba. Também vamos priorizar a instalação da UTI Pré-Natal, o projeto de voz única para a eleição de 2018, a Feira Gera, bienal, cuja terceira edição acontecerá em 2019, uma feira que já está consolidada e lida muito com a questão da inovação, da tecnologia, um evento diferenciado das promoções comuns deste tipo. Temos também o projeto do Contorno Viário Joaçaba-Herval d’Oeste-Luzerna. Essas são nossas principais frentes que já estamos defendendo há algum tempo.

RD – Joaçaba é o principal polo comercial e cultural da região. Mas é uma cidade engessada. Os principais espaços para eventos culturais de grande porte não podem ser utilizados porque uma lei ambiental proíbe o “barulho”do som alto (exceto para qualquer atividade do Carnaval). Isso tira recursos do município, porque o público vai gastar seu dinheiro em eventos nas outras cidades. Como a Acioc vai se posicionar para manter essas divisas aqui?
Eduardo Freiberger – Existem várias leis, tanto municipais quanto federais que os municípios são obrigados a respeitar. A Acioc tem objetivo de proporcionar um ambiente saudável para que o empresário se desenvolva aqui na nossa cidade e na nossa região. Então, tudo que for possível para que a Acioc apoie o desenvolvimento econômico nós nos tornaremos parceiros, desde que seja respeitando as leis. Se houver necessidade de rediscussão destas leis, faremos um acompanhamento, uma discussão interna com os associados e se for a vontade da maioria levaremos à frente para tornar possível mudar alguma coisa nesse sentido.

RD – O Sr. disse que uma das metas é a ampliação do Aeroporto. Como está essa situação, a Acioc já tem um estudo?
Eduardo Freiberger –
O Secretário de Desenvolvimento do município tem participado das nossas reuniões de estratégias de gestão e está hoje em Florianópolis vendo esta questão do Aeroporto e também da conclusão do Centro de Inovação. Então teremos notícias em breve. Acredito que na próxima reunião com ele já tenhamos uma informação oficial para que possamos nos juntar a essa empreitada das duas obras que vão beneficiar muito tanto Joaçaba quanto a região Meio Oeste.

RD – E qual é a situação do Contorno Viário?
Eduardo Freiberger –
O Contorno Viário a gente sabe que é uma necessidade e também um anseio da nossa comunidade. Há muito tempo se discute isso e se fala em fazer um projeto. Já houve no passado um estudo que não se concluiu e foi esquecido. A nossa intenção é, primeiramente, organizar a sociedade para que seja feito um projeto definitivo. Depois discutir a sua viabilidade econômica e sair atrás de verba para construção e conclusão da obra.

RD – O turismo regional é muito forte aqui no Meio Oeste. São vinícolas, hotéis fazenda, termas, produções de queijos, embutidos, num rico circuito rural. O Núcleo de Turismo da Acioc vai nascer na sua gestão?
Eduardo Freiberger –
Provavelmente sim. Nós já tivemos várias conversas nesse sentido na gestão passada. É muito importante esse fomento ao turismo regional. Nós já chegamos à conclusão de que não basta somente trabalhar Joaçaba. Temos que trabalhar toda a região para atrair turistas de fora. Temos exemplos aqui de algumas cidades bem próximas que já são atrações turísticas ou têm atrações turísticas e nós queremos transformar esse projeto em algo maior ainda. Fomentando e incrementando o turismo em todos os municípios da nossa região.

RD – Outra atividade em Joaçaba que atrai turismo, mas muito ligeiro, são as celebrações religiosas em torno do Frei Bruno. Existe algum projeto para capitalizar isso, investir nesse turismo religioso que traz para a cidade um público dez vezes maior que o do Carnaval?
Eduardo Freiberger –
Através da Acioc, que eu tenha acompanhado, nunca houve uma discussão nesse sentido. De aproveitar mais esse mote do turismo religioso. Mas como ele faz parte do turismo e um dos nossos objetivos é fomentar esse segmento, então, com certeza, as comemorações em torno do Frei Bruno vão entrar nesse projeto. É obrigatório, se torna necessário colocar em debate essa questão da nossa vocação turístico-religiosa. A Romaria do Frei Bruno é um evento consolidado há anos então é imprescindível que ela entre em discussão para que possamos viabilizar maior interação entre o público que frequenta a romaria e é assíduo nesse tipo de turismo.

RD – Os projetos são fechados para a sua gestão ou a sociedade pode sugerir também?
Eduardo Freiberger –
Olha, nós já concluímos nossos projetos e diretrizes. Mas é claro que a sociedade, o comércio, os empresários, a Universidade, todos poderão sugerir iniciativas e propostas para a Acioc. Sabemos que haverá uma demanda e estamos abertos a sugestões e propostas da sociedade.

RD – O que a população de Joaçaba pode esperar da Acioc para o ano de 2018?
Eduardo Freiberger –
Parceria! A Acioc é parceira da população, parceira dos comerciantes e do empresariado, dos nossos ilustres associados e estamos sempre de portas abertas. Temos a necessidade de aumentar nosso quadro de filiados para que a Associação se torne ainda mais pujante. Nós participamos de todas as frentes ligadas à sociedade. Estamos sempre abertos a discussão. Então, quem tiver alguma sugestão para o desenvolvimento econômico, desenvolvimento sustentável da nossa região pode procurar a Acioc que nós teremos o maior prazer em receber.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *