Novo point do Sushi em Joaçaba

Rodrigo Leitão

Quem está acostumado a tomar café da manhã no Colmeia Center já conhece os sabores diferenciados das sugestões de café tradicional e café Colonial que a padaria oferece. Mas agora, a partir das 11h e até às 21h, de segunda a sexta e, das 11h às 20h, aos sábados, os amantes da culinária japonesa podem desfrutar do mais novo point do sushi na cidade. O empresário Luiz Sérgio Belló resolveu investir nesse segmento gastronômico depois de observar a crescente demanda pelos pratos elaborados no Colmeia e vendidos em pequenas bandejas.

Agora, o público que consumia os tradicionais sushis, pode escolher entre diversos itens no buffet oriental: uramaki e hosso maki (doces e salgados em vários sabores), niguiri, joe, hot sushi e ceviche (a criação peruana que está influenciando a culinária oriental). O quilo do buffet oriental custa R$ 99,00, mas o cliente paga o que escolhe e cada 100 gramas sai a R$ 9,90. O diferencial dos demais serviços deste segmento na cidade é Delivery que o Colmeia estendeu aos sushis. E tem mais, se você não quiser sair do conforto de sua casa, pode contar com o delivery do Colmeia, pelo telefone (49) 3551-4600.

“Criamos esse serviço de buffet oriental para oferecer algo diferente, não existe nada parecido na cidade”, explica Carlos Alberto da Silva, gerente do Colmeia Center. Segundo ele, a intenção é fazer com que o cliente sinta-se à vontade, podendo escolher o que prefere comer. “Então oferecemos o conforto da Praça de Alimentação e para que ele leve para casa”, complementa o gerente. Carlos informa, ainda, que o buffet oferece grande um mix de sabores e variedades.

_____________________________________________________

Prato foi criado para conservar peixe

O sushi nasceu da necessidade que o povo asiático tinha de conservar o peixe cru. Por meio de uma técnica de conservação criada no Sudeste Asiático, os japoneses acabaram inventando o sushi, prato tão tradicional da culinária japonesa. O sushi foi inventado no século IV a.C. Nessa época, os asiáticos utilizavam o arroz cozido para conservar o peixe salgado por meio da fermentação do arroz. Eles enrolavam o peixe no arroz e depois de alguns meses, descartavam o arroz e consumiam apenas o peixe. Os filés do peixe cru eram salgados e acondicionados dentro de um barril de madeira, envoltos em camadas de arroz, que liberavam o ácido láctico para garantir a conservação da carne.

No Japão, essa técnica passou por uma pequena modificação no século VII. Os japoneses passaram a utilizar pedras para prensar o peixe cru e o arroz. A evolução natural dessa técnica resultou na criação do sushi. Com o passar do tempo, os japoneses começaram a consumir o peixe e o arroz temperados com o molho shoyu. O primeiro sushi moderno, como comemos hoje em dia, foi criado no século XV e era chamado de “Nama Nare zushi”.

O primeiro sushiman da história viveu no século XVIII e se chamava Hanaya Yohei. Ele criou o “Niguiri zushi”, um bolinho de arroz de sushi com uma fatia de peixe cru por cima. Já no século XX, o sushi ganhou fama e começou a se tornar popular no mundo ocidental. Um exemplo desse sucesso pode ser visto nas variações ocidentais do sushi, como o famoso California Roll, criado nos Estados Unidos. Hoje, o sushi é referência em alimentação saudável e saborosa. A iguaria é tão apreciada que, no Brasil, por exemplo, existem várias redes de fast food japonês e várias Temakerias.

____________________________________________________

Harmonize com vinho argentino Torrontés

Sushi pode ser harmonizado tanto com vinho tinto quanto com vinho branco, e, ainda, com espumantes brut e brut rosé. Mas alguns cuidados são importantes na hora de harmonizar vinhos com a comida oriental, especialmente quanto ao uso de molho shoyu e wasabi (a raiz forte). Esses dois ingredientes básicos do acompanhamento de sushi, agindo como temperos, podem matar a harmonização. Portanto, se a opção for se fartar destes ingredientes, use apenas espumante brut branco, cuja acidez e mineralidade irão neutralizar a ação apimentada de um e a combinação sal\açúcar do outro.

Mas, se a opção for harmonizar sem o exagero de wasabi e shoyu, vale experimentar a excelente uva argentina Torrontés, que tem aromas e paladares de especiarias orientais que muito combinam com os sushis. Na Torrontés é possível identificar  pêssegos, lichias, especiarias e flores como rosas, jasmins e gerânios. Na boca, surge a salada de frutas, o orégano e o mel, que arredondam essa combinação.

Em Joaçaba é possível encontrar um excelente vinho de uva Torrontés, o “Crios Torrontés”, de Susana Balbo, a principal enóloga da Argentina. É um vinho de personalidade única, frutado, leve, de acidez muito refrescante, saboroso e bastante persistente na boca. Se você buscar esse rótulo na adega do Colmeia Center vai pagar apenas R$ 74,99.

Agora, se opção for acompanhar sushi com vinho tinto, como fazem os japoneses, a melhor opção são os da uva Pinot Noir. (R.L.) 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *